09 dez

O Ano de 2017 é promissor para o Mercado Imobiliário!

 

 

A Crise Econômica que o Brasil enfrenta atingiu em cheio diversos segmentos como indústria, comércio, entre muitos outros. Muitas opções de investimento, como por exemplo a Poupança, tornaram-se desinteressantes, mal repondo as perdas causadas pela inflação.

O investimento imobiliário, entretanto, manteve-se como uma das melhores e mais seguras opções para quem pretende investir seus recursos. De acordo com a análise de diferentes fontes, as perspectivas evidenciam que esse segmento continuará em alta, e apresentará significativa evolução em 2017.

Entre os fatores que contribuirão com a evolução do mercado imobiliário em 2017 destaca-se a desaceleração da inflação – que ano de 2015 foi de 10,7%; cairá para 7,2% em 2016 (estimada); e é projetada para apenas 5% em 2017 pelo mercado financeiro. O Banco Central é ainda mais otimista, declarando que buscará levar a inflação a 4,5% em 2017, que é a meta inflacionária brasileira.

Aliado à queda da inflação, outro índice que vem diminuindo e que deve seguir essa tendência em 2017 é a Taxa de Juros (Selic), a qual vem sendo projetada em 11% no final do ano que vem (frente a mais de 13% atualmente). Quanto mais baixa a taxa de juros, mais fácil e barato se torna o crédito, o que aumenta o consumo das famílias, bem como o investimento das empresas.

Outro fator que contribui decisivamente para a recuperação do mercado imobiliário é o aumento do PIB (Produto Interno Bruto) previsto para 2017, que deverá crescer a taxas entre 0,5% e 1,3%, após longo período de queda, segundo apontam o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Central.

Todo esse cenário contribuirá decisivamente para a evolução do mercado imobiliário, garantindo a valorização e a blindagem do patrimônio dos investidores.

Comece o ano de 2017 com o pé-direito, investindo em um dos empreendimentos da Construtora Miquelão, e tenha a certeza de estar fazendo um excelente negócio!

Fontes: Terra Notícias, Revista Exame, Bertholini Consultoria.