15 abr

Entenda como os smartphones revolucionaram o mercado de imóveis.

O número de smartphones cresce a cada ano. De acordo com Caio Comerlato, diretor da Digital Imobi, são esperados cerca de 93 milhões de celulares novos no mercado em 2015, sendo que entre 40% e 50% deles serão smartphones – dado que comprova a importância do acesso à internet.

Em 2013, o acesso à internet por meio de dispositivos móveis cresceu 325%, enquanto em desktops a alta foi de apenas 12%.

“Havia suspeitas de que o Google posicionava melhor aquelas empresas que eram mais vistas nos mobiles. Por isso, a adequação da plataforma é imprescindível. E muitas empresas estão se adaptando a essa tendência, já que o e-commerce é fundamental”, afirma Comerlato.

Segundo estimativas, cerca de 20% das vendas de e-commerce já estão sendo feitas através de dispositivos móveis. No mercado imobiliário, isso não é diferente.

“Antes, os clientes em busca de imóveis surgiam após verem as placas de rua. Hoje, chegam por meio do smartphone, com tudo na palma da mão, e visitam o local apenas para terem mais informações sobre o imóvel e a região”, diz.

Além disso, acredita-se que por volta de 30% das visitas de sites do setor sejam oriundas de smartphones. E a tendência é que isso se torne cada vez mais frequente.

“Como comparação, podemos usar pesquisas do Trip Advisor, que mostram que 50% dos usuários acessam o site pelo smartphone”, garante. Mais ainda, é importante citar que 52 milhões de pessoas usam a internet pelo celular. Esse público, portanto, não pode ficar de lado.

Comerlato orienta que uma empresa pode ter seu site em versão mobile de duas formas. Uma delas é fazer um segundo site, que rode em paralelo com o principal e que faça com que o cliente que entra no site por meio do smartphone seja direcionado automaticamente.

“A outra maneira – que já representa entre 70% e 80% dos nossos projetos – é uma plataforma com característica de reorganizar o site de acordo com a tela de quem estiver navegando nele. Esse sistema atende a uma gama de dispositivos pelo mesmo endereço e redireciona e reordena o site dependendo da largura, mantendo a mesma identidade visual”, explica.

Fonte: ZAP PRO